Translate

DESTAQUE

BELEZA: Bio Ritmo inaugura na Praia do Pepê primeira academia conceito do Rio de Janeiro

Imagem
Bio Ritmo inaugura, na Praia do Pepê, a primeira academia conceito do Rio de Janeiro, oferecendo o que existe de mais moderno no mercado fitness, treinos inéditos e muita tecnologia. A Bio Pepê será um verdadeiro mall fitness, reunindo 4 microgyms com espaços personalizados que proporcionam experiências únicas e exclusivas ao aluno, por meio da sonorização, iluminação e ambientação.

As microgyms, que já é uma tendência fora do país, e que chegam ao território carioca são: Race Bootcamp, Vidya, Torq e Squad. Treinos intensos que motivam o aluno, além de aulas de Yoga e meditação em um espaço que promove sensação de leveza e tranquilidade. A nova academia terá um ambiente moderno e sofisticado, que também contará com ampla área de musculação e salas de ginástica, com uma programação e variedade enorme de aulas.

A Bio Ritmo faz parte do maior conglomerado fitness da América Latina, com mais de 22 anos de história e essa será a 31ª academia da rede e a 2ª no Rio de Janeiro. "A…

BELEZA: Pilates ajuda a aliviar dores crônicas


Atividade física colabora no alívio de alguns sintomas de dores oriundas de doenças como artrite, artrose, fibromialgia, além das provocadas por problemas na coluna, entre outras e ainda auxilia a vencer o medo de sentir a dor



A dor é uma resposta de defesa do organismo contra possíveis danos, mas ela também pode funcionar de maneira errada caracterizando uma doença: a dor crônica. Esse tipo de dor pode se manifestar de várias maneiras e permanece por um tempo indeterminado ou até pela vida toda, dependendo do nível da doença e de vários fatores, inclusive de cunho emocional. Para amenizar os efeitos das dores, profissionais da saúde indicam a prática de Pilates, principalmente para os que sofrem de artrite, artrose, fibromialgia, além das dores nas costas, enxaqueca, entre outras doenças.


A fisioterapeuta e professora de Pilates, de Ribeirão Preto (SP), Fernanda Affonso, explica que as mulheres são mais suscetíveis às dores crônicas. "O fator hormonal no público feminino contribui bastante". Fernanda também alerta que o uso de salto alto, a chegada da menopausa e a falta dos hormônios protetores dos ossos podem propiciar a chegada da dor nas mulheres. "É importante tratar a dor crônica, pois ela pode gerar queda na qualidade de vida, depressão, irritabilidade, baixa produtividade no trabalho, entre outros problemas que comprometem a qualidade de vida e o bem-estar", destaca.


A fisioterapeuta alerta que os exercícios físicos orientados são essenciais para quem sofre do problema. Segundo ela, já está comprovado cientificamente que o movimento é um dos melhores remédios para as dores, pois liberam endorfinas. Outro fator benéfico é que a movimentação articular e óssea geram no cérebro um efeito analgésico. "O Pilates é bastante indicado para quem sofre com dores crônicas, pois é um exercício de baixo impacto. Com ele, é possível trabalhar diversos grupos musculares através do fortalecimento, alongamento, mobilidade de coluna, respiração, além da postura, o que ajuda na diminuição da dor", explica.


A prática do Pilates também é mais eficaz pois as aulas são individuais e direcionadas de acordo com o nível de dor cada aluno. Desta forma, o professor orienta os exercícios mais adequados conforme as necessidades apresentadas. "Atividade física é sempre bem-vinda. O Pilates tem um método muito amplo e fortalece os músculos do abdômen e dorsais, ajudando nas dores como um todo", acrescenta.


Além disso, o Pilates também estrutura a respiração – principal técnica utilizada no método – e quando bem feita, aumenta a circulação e ajuda no relaxamento dos músculos, auxiliando as tensões e consequentemente diminuindo as dores. "A prática também colabora na liberação de neurotransmissores do bem-estar, que vão ajudar neste processo", destaca.


Para esse público, a fisioterapeuta indica a prática do Pilates, no mínimo, duas a três vezes por semana. "O tempo para sentir uma possível melhora pode variar de caso para caso, mas após um mês já é possível notar os resultados positivos no controle das dores".


As dores no Brasil - A dor crônica atinge 35% da população, tendo a região sul com a maior concentração da doença por habitantes, em 42%. E a região centro-oeste com a menor porcentagem, com 24%. Já, a região sudeste, aparece na vice colocação com 38%.

Siga @MarcosGomesBr

AS MAIS ACESSADAS DA SEMANA:

TURISMO: Blue Tree Towers Anália Franco completa 18 anos de atividades

BELEZA: Eudora leva Mariana Xavier, musa inspiração do hit do carnaval, para show especial em Salvador (BA)

DECORAÇÃO: Design Pet, confira 8 produtos ideais para quem têm um cãozinho em casa

TURISMO: Cinco destinos para curtir o feriado prolongado do aniversário de São Paulo

ENTRETENIMENTO: Na sexta (18), Casa Manual recebe Carol Piccin para talk e oficina "Lixo é produto!"

GASTRONOMIA: Ca’dore celebra aniversário de 2 anos

ENTRETENIMENTO: Carnaval 2019 | Bloco Ritaleena

TURISMO: 5 hospedagens de luxo no Alentejo

ENTRETENIMENTO: Futura delegada de polícia, Raissa de Albuquerque retorna em ensaio picante para Bella da Semana

BELEZA: Cuponeria anuncia parceria com TRESemmé e oferece brindes para clientes