ENTRETENIMENTO: "Desesperados", com os humoristas Marcus Majella, Sanábio e Pedroca, estreia sábado no Teatro Iguatemi em Campinas

O trio de humoristas interpreta mais de 40 personagens que se esbarram e ganham vida em diferentes e divertidos esquetes. Os ingressos estão à venda na bilheteria do teatro e no site www.ingressorapido.com.br. A produção é da Teatro GT. Fotos: Jorge Bispo

Os atores Marcus Majella, Pablo Sanábio e Pedroca Monteiro trazem ao Teatro Iguatemi Campinas a comédia “Desesperados”. Na peça, o trio de humoristas interpreta mais de 40 personagens que se esbarram e ganham vida em diferentes esquetes nos quais o humor é utilizado para provocar reflexões sobre temas como a solidão, encontros, desencontros e a vida moderna. 

A temporada começa no próximo sábado, dia 8 de abril, às 21h, no Teatro Iguatemi (3º piso do Iguatemi Campinas - Av Iguatemi, 777, Vila Brandina, Campinas). As apresentações seguem no domingo, 9 de abril, às 19h, e na semana seguinte, dias 14, 15 e 16 de abril, (sexta e sábado às 21h e domingo às 19h). Os ingressos custam R$ 100 (inteira) e R$ 50,00 (meia) e estão à venda na bilheteria do teatro e no site www.ingressorapido.com.br. Informações pelo telefone (19) 3294-3166.


Sobre a peça “Desesperados”

Escrita por Fernando Ceylão, dirigida por João Fonseca e interpretada por Marcus Majella, Pablo Sanábio e Pedroca Monteiro, a peça “Desesperados” tem humor ágil e permite que, em uma única cena, sejam feitas várias trocas de personagens. Para identificá-los, o criativo autor Fernando Ceylão utiliza um recurso de fácil entendimento: os atores vestem preto e trocam as tarjas coladas no peito com os nomes dos personagens sempre que é conveniente.

“Desesperados” é um espetáculo que pode ser visto como uma peça única ou como uma divertida mistura de esquetes. Ao assistir a apresentação, o púbico percebe que o personagem de um esquete aparece em outro e, assim, vai acompanhando a trajetória deles.

Embora cada esquete tenha início, meio e fim - e possa ser apresentado isoladamente - a sua costura pelo autor transforma a peça em um quebra-cabeça elaborado e que resulta em uma trama maior.


Sobre os atores


Marcus Majella

Ator, comediante e diretor, Marcus Majella é formado em Artes Cênicas pela Casa das Arte de Laranjeiras (RJ). É conhecido pelos sitcoms do canal Multishow, “220 Volts” e “Vai Que Cola”, além de trabalhos na internet em diversos papéis nos esquetes da produtora Porta dos Fundos.

Em 2015, estreou como protagonista no programa Ferdinando Show, no qual interpreta o excêntrico apresentador de talk show Ferdinando Beyoncé Ramiréz Travacius.

No cinema, participou de vários títulos nacionais de sucesso como “Teste de elenco” (2013), “Minha mãe é uma peça” – O filme (2013), “Vai que cola” – O filme (2015) e “A canção de Lisboa” (2016). Majella estreia, este mês, como protagonista no filme “Um tio quase perfeito”, com produção de Marisa Leão (conhecida por seus trabalhos com Ingrid Guimarães em “De pernas pro ar” – 2012 - e com Fábio Porchat em “Meu passado me condena” -2013).

Ainda em 2017, Marcus Majella começa a gravar a terceira temporada de “Ferdinando Show”, que deve estrear em junho, e a quinta temporada do sucesso “Vai que Cola”, com Paulo Gustavo, prevista para estrear em outubro.


Pedroca Monteiro

Participou de espetáculos como “Curta passagem” (produzido por Mário Bortolotto), “Os estonianos” (de Julia Spadaccini), “Esta propriedade está condenada” (projeto Auto Peças da Cia. dos Atores), “Coelho branco sobre branco” (dirigido por Alessandra Colasanti), “Trabalhos de amores quase perdidos” (de Pedro Brício), “Corte seco” (de Christiane Jatahy) e “Michael e eu” (dirigido por Ivan Sugahara).

Pedroca é integrante da Invisível Companhia, com a qual montou as peças “Limite” e “Córtex” e faz parte ainda do coletivo Pequena Orquestra, atuando nas peças “Madrigal em processo” e “Dentro”.

Na TV, integrou o elenco de “Quase anônimos”, no canal Multishow, e "S.O.S emergência”, na Rede Globo.  O humorista concorreu ao prêmio APTR de melhor ator coadjuvante com a peça “Sucesso”, uma produção de Leandro Muniz.
Na internet, Pedroca tem seu próprio canal no YouTube - “Pedroca Desabafa” - com mais de 86 mil visualizações  (dados de abril/2017).


Pablo Sanábio

Começou a carreira aos oito anos de idade no Teatro Infantil da Academia. Estreou nos palcos em 1990, numa montagem da peça “Maria Minhoca”, de Maria Clara Machado. Estreou na televisão no seriado “Sítio do Pica-pau Amarelo” (2007). 

Aos 18 anos, foi estudar na Casa das Artes de Laranjeiras (RJ) e, paralelamente, cursou Publicidade na Universidade Gama Filho. Dirigiu o curta-metragem “Kiss me”, que lhe rendeu o prêmio de melhor diretor no 9ª Festival de Curtas da Universidade Gama Filho, em 2001. 

Na televisão, viveu, de novembro de 2015 a maio de 2016 o personagem Max na novela “Totalmente demais”, da Rede Globo. Este papel rendeu a Sanábio a indicação ao Prêmio Extra de Televisão na categoria Ator Revelação.

Em 2017, estará no cinema em cinco longas-metragens, entre eles “Motorrad”, de Vicente Amorim, e “Festa da Firma”, de André Pellenz. Em março, inicia as filmagens do longa “Uma pitada de sorte”, com a atriz Fabiana Karla e direção de Pedro Antonio.


Ficha Técnica:Autor: Fernando Ceylão
Direção: João Fonseca
Elenco: Marcus Majella, Pablo Sanábio e Pedroca Monteiro
Duração: 70 minutos
Classificação Etária: 14 anos
Gênero: Comédia

Serviço:Local: Teatro Iguatemi
Data: 08, 09, 14, 15 e 16 de abril
Horário: sexta-feira e sábados às 21h e domingo às 19h.
Endereço: Av Iguatemi, 777 – Vila Brandina - Campinas
Informações: (19) 3294-3166
Ingressos: R$ 100,00 (inteira) e R$ 50,00 (meia)
Vendas: Bilheteria do teatro (segunda a sábado das 10h às 22h | domingo das 12h às 20h) ou pela internet no site www.ingressorapido.com.br



Anuncie sua marca, produto ou serviço e siga-nos nas redes sociais: Instagram @oresumodamoda  Facebook @oresumodamoda  Twitter @oresumodamoda


Destaques da Semana:

DECORAÇÃO: Irmãos Fahrer lançam a Empório Fahrer

GASTRONOMIA: Barbosa & Marques indica queijos para preparar sanduíches

BELEZA: Elimine a pele ressecada causada pelo tempo seco