DECORAÇÃO: Belo e sustentável, reutilizar é a palavra de ordem nos dias atuais em Manaus

Quando o assunto é decoração, a criatividade é capaz de produzir opções de reaproveitamento de materiais com um resultado, como diria o ditado popular, BBB – bom, bonito e barato. Foto: Clóvis Miranda
Para uma cidade com uma produção de 2,8 mil toneladas de lixo por dia, como é o caso de Manaus, de acordo com dados da Secretaria Municipal de Limpeza e Serviços Públicos (Semulsp), reciclar e reaproveitar vai além da opção, é uma necessidade. E quando o assunto é decoração, a criatividade é capaz de produzir opções de reaproveitamento de materiais com um resultado, como diria o ditado popular, BBB – bom, bonito e barato.
Pneus, caixotes, paletes e tonéis, por exemplo, podem ser transformados em um novo produto, sem muito alteração na sua composição, ou seja, podem ser reaproveitado em novas possibilidades de uso. “Nós pegamos muito material no lixo mesmo, fazemos uma seleção e fazemos o tratamento da madeira com produtos apropriados para transformá-los em cadeiras, mesas, sapateiras e outros objetos”, conta Joyce Marinho, da De Paletes.
Ela, assim como César Young Blood e a dupla Neto Black e Hélio Oliveira, do Ideias Black, buscam suas matérias-primas nos depósitos rumo às lixeiras de empresas da cidade. Outro ponto em comum entre eles é terem iniciado tudo como hobby e, de boca em boca, com uma força da internet, ficarem conhecidos .
Móveis de pneus: é para sempre
Há mais de 20 anos o americano radicado no Brasil César Young Blood se dedica, entre suas inúmeras atividades, a confeccionar móveis com materiais reutilizáveis. Entre os destaques de suas produções estão os móveis feitos com pneus de automóveis. Além de funcionais e com excelente acabamento, o mobiliário tem durabilidade para lá de longa. “Eu dou garantia de 200 anos, e não é brincadeira não: é 200 anos mesmo”, avisa. Em média, ele tem 10 encomendas mensais, especialmente de jogos de mesas. Os valores variam entre R$200 e R$750, conforme o acabamento e quantidade de produtos.
Paletes para tudo 
Depois de ficar desempregada, a analista de sistemas Joyce Marinho começou a fazer móveis com paletes porque os amigos gostam dos que ela produzia para casa dela. As encomendas foram triplicando e ela precisou do marido, Cícero Thiago, e da ajuda dos pais, Josué e Terezinha, para dar conta de tudo. A ‘forçinha’ virou um negócio de família chamado De Paletes. “Tudo é feito de forma artesanal, a pessoa não paga pela madeira, apenas pelo material que usamos e por nosso trabalho”, explica Joyce. Além de cores variadas, é possível usar tecidos e texturas para compor o novo móvel. “A campeã de vendas é a sapateira com banquinho. Já fizemos também uma mesa com divisória de grãos e cama para animais”, diz. Os valores são entre R$160 a R$600.
O charme dos tonéis
Camburões e tonéis podem sim ganhar um destaque na decoração. Quem prova isso é a equipe do Ideias Black que mostra o quanto a proposta veio para ficar: de champanheira a mesas; de barzinhos a picapes de DJ, muita coisa pode ser confeccionada com esses materiais.
“Qualquer coisa pode ser adaptada, conforme o gosto do cliente. Uma das coisas mais diferente que fizemos foi uma pia, mas as mesas para barzinhos estão entre as mais pedidas”, conta o gerente de marketing, Hélio Oliveira. Ele conta que tudo começou como um hobby de Neto Black, dono da empresa e responsável pelas artes do material. “O material é tratado, lixado e pintado para depois ser transformado em móvel. A arte e a cor é, também, conforme o desejo do cliente. Geralmente as pessoas optam por reproduzir marcas famosas”, diz Hélio. Os valores das peças variam entre R$100 e R$400.
Fonte: A Crítica

Destaques da Semana:

DECORAÇÃO: Irmãos Fahrer lançam a Empório Fahrer

GASTRONOMIA: Barbosa & Marques indica queijos para preparar sanduíches

GASTRONOMIA: Esporão Reserva é destaque ´Double Gold´ no SAKURA AWARDS, no Japão