DESIGN: uma breve história da moda.


  A Moda começa no momento em que o gosto pelo enfeite e pelo adorno, a vontade de experimentar o novo, se tornam mais fortes do que as considerações funcionais. A história da moda está inserida no próprio desenvolvimento da humanidade e, consequentemente, na evolução e mudanças de costumes.

Período Neolítico (10.000 a 5000 a.C.)

 Pelos estudos feitos na área do vestuário, a Indústria Têxtil pode ter início durante a pré-história, mais precisamente no período Neolítico. Neste período, as peles dos animais colocadas no ombro do homem primitivo impediam os movimentos. Foi preciso, então criar adaptações para liberá-los. Assim, surgiram a cava e o decote. Muito tempo depois, um pequeno retângulo de pano em volta da cintura fez nascer o sarongue, uma forma primitiva de saia. E foi a partir das necessidades físicas humanas que as diferentes formas do vestuário evoluíram.

Egito Antigo

 Na sociedade urbana do Egito Antigo, a indumentária era basicamente feita de artigos de linho. Retangulares, as peças de tecido eram enroladas em torno do corpo. Para fixá-las, espinhos, que podem ter sido a origem dos alfinetes.

Médio Império/ Novo Império

 Na passagem do Médio para o Novo Império, o chanti peça de tecido enrolada no quadril dos homens, era longo, cobria toda a região lombar e caía drapeado. O modelo que exigia grande quantidade de tecido para poder ser confeccionado, refletia um tempo de estabilidade econômica e as possibilidades dessa sociedade de arcar com os elevados custos das  vestimentas. Antes desse período, usava-se o chanti curto, sem nenhum drapeado. No Novo Império, a questão religiosa era um dos fatores que determinava alguns dos caminhos do vestuário. Os sacerdotes e sacerdotisas, por exemplo, usavam em suas roupas representações de animais, considerados figuras divinas. Os assírios tinham como vestuário básico as mesmas roupas utilizadas na Babilônia, só que mais enfeitadas.
 Do povo persa vieram as idéias das roupas repartidas, como calças e jaquetas, por exemplo. Na civilização de Creta, supõe-se que as mulheres usavam saias de várias camadas sob aventais. Na parte superior, trajavam uma jaqueta que deixava o busto de fora. Já a roupa masculina era mais simples: um saiote com avental fixado na cintura por um cinto metálico. A  indumentária Grega compunha-se de retângulos de linho ou lã. Os gregos usavam as roupas muito coloridas. O único lugar em que era obrigatório usar branco era o teatro, que, por ser considerado sagrado, exigia um tom de pureza.
 A civilização romana é considerada a mais rica da Antiguidade e, naturalmente, suas vestimentas são elementos que ajudam a reforçar essa condição.

Destaques da Semana:

TURISMO: Booking.com lista as atrações e os parques temáticos mais diferentes do mundo

TURISMO: Transamerica Prime Guarujá é opção para férias de julho

TURISMO: SWISS inaugura novas lounges Business e Senator em Zurique